quarta-feira, 29 de junho de 2016

'Minha única filha', diz mãe de menina atingida por bala perdida na Bahia

"Eu não sei quem são as pessoas, nem a razão do tiroteio. Só sei que tive minha única filha vítima dessa tragédia", lamenta a advogada Ingrid Pimentel, mãe da menina Maria Eduarda, de 11 anos, que foi atingida por uma bala perdida durante um tiroteio na praça de Barra do Pojuca, distrito de Camaçari, região metropolitana de Salvador.

Segundo informações do G1, o caso ocorreu na noite de sexta-feira (24), e a garota segue internada em estado grave no Hospital do Subúrbio em Salvador. De acordo com Ingrid Pimentel, Maria Eduarda passou por uma cirurgia e espera se recuperar para que seja realizado um novo procedimento médico. A mãe informou, ainda, que o tiro atingiu o estômago, o fígado e o braço da menina.

Caso

A criança foi baleada quando estava com o pai na praça da cidade, brincando e soltando fogos durante o São João.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Monte Gordo, distrito de Camaçari e a polícia ainda não tem informações sobre a atutoria e motivação do disparo.
Informações do G1
Postar um comentário