quarta-feira, 29 de junho de 2016

Mãe de menino picado por cobra reclama de negligência médica

A mãe do menino de dez anos que foi picado por uma cobra em Ibicoara, na Chapada Diamantina, reclamou de suposta negligência médica em um posto de saúde local. João Guilherme Matos foi picado por uma cobra cascavel durante uma trilha na quarta-feira (22). O menino assim como a mãe são naturais de Fortaleza. João Guilherme já saiu da UTI, está melhor e já consegue mexer pernas e enxergar. De acordo com o G1, a mãe do menino, Erile Matos, contou que mesmo com os sintomas da picada da cobra, o médico, em Ibicoara, não aplicou o soro antiofídico. Erile disse ainda que perguntou ao médico sobre os sintomas do filho como a falta de ar, dor no corpo e a perda da visão, e o profissional teria afirmado que os problemas eram devidos à medicação. Já o médico Hugo Luz, que atendeu João Guilherme, disse que ele chegou sem os sintomas na unidade de saúde e por precaução não aplicou o soro. Luz ainda contou que o menino ficou cerca de sete horas no posto em observação e que só depois que recebeu alta, foi que apresentou os sintomas. Ainda segundo Luz, quando a criança voltou pela segunda vez à unidade de saúde, ele fez o exame completo, checou as pupilas e viu que elas estavam dilatadas.
Informações do G1
Postar um comentário